quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

METFORMINA - Bula, indicações, contra-indicações, emagrece




Muitos procuram a bula, preços e se a substância faz mal na gravidez. Tenha todas as respostas

Muitos são os elementos procurados pelas pessoas como fórmulas ideais de emagrecimento. No entanto, não é de uma hora para outra que os corpos esculturais começam a aparecer. Muito menos é consumindo uma pílula, que todos poderão emagrecer sem controlar o que comem.
Duas coisas são fundamentais, a prática de exercícios físicos regulares e a alimentação balanceada e acompanhada por um nutricionista. Aliadas, essas duas tarefas podem alcançar resultados satisfatórios.




Recentemente, o Proporção de Vida recebeu e-mails de pessoas que estavam prestes a comprar a Metformina com o objetivo do emagrecimento. Foi então que pensamos nesse post.




Para explicar o que se a metformina emagrece fomos as pesquisas e chegamos a Alfredo Halpem, médico endocrinologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo ele, “esse é utilizado em indivíduos com diabete do tipo 2, que em geral têm excesso de peso. E, diferentemente da maioria dos remédios contra a doença, ajuda a emagrecer. É que a metformina facilita a ação da insulina produzida pelo pâncreas. Conseqüentemente, o teor desse hormônio no sangue também cai. Como a insulina aumenta a formação de gordura, esse efeito da metformina auxilia no emagrecimento. Indivíduos com resistência à insulina e, portanto, com tendência a ficarem diabéticos, também podem se beneficiar da metformina, quer na prevenção do diabete, quer emagrecendo alguns quilos. Já se noticiou que a metformina poderia contribuir para a perda de peso de pessoas não diabéticas e não resistentes à insulina. Isso, no entanto, carece de evidências científicas. Certamente esse medicamento é muito menos eficiente do que os bons remédios antiobesidade disponíveis no mercado”, explica o doutor.
Na verdade, sempre que um medicamento tem característica de emagrecimento, não necessariamente ele é um emagrecedor. As pessoas precisam entender que para isso já existem os medicamentos precisos. O que acontece é que com os níveis de obesidade dos atuais tempos, qualquer coisa que emagreça será sempre uma possibilidade.





Indicações da metformina

A principal indicação para a metformina é o diabetes mellitus tipo 2, principalmente em pessoas obesas e quando acompanhado de resistência à insulina

Contra-indicações

O uso de metformina está contra-indicado em pessoas com qualquer doença que possa aumentar o risco de acidose láctica, como diminuição da função renal (níveis de creatinina no sangue acima de 1,4 a 1,5 mg/dl, embora tais limites sejam arbitrários), doenças do fígado, e estados associados à hipóxia (doenças pulmonares, sepse, infarto do miocárdio).

Veja Bula Completa da Metformina

Composição - METFORMINA

cada comprimido contém: cloridrato demetformina 850 mg. Excipientes: polivinilpirrolidona, celulose microcristalina e estearato de magnésio.

Posologia e Administração - METFORMINA

a dose usual é de 1 comprimido (850 mg), 2 vezes ao dia, às refeições, esta dose pode ser paulatinamente aumentada até no máximo 3 comprimidos ao dia, a critério médico. Os comprimidos devem ser ingeridos com auxílio de água, logo após uma das refeições. Superdosagem: a superdosagem pode levar em conseqüência à acidose láctica. Neste caso recomenda- se o tratamento com bicarbonato de sódio e tratamento de apoio intensivo. A hipoglicemia pode requerer a administração de glicose.

Precauções - METFORMINA

Metformina, embora em menor proporção que a outra biguanida, pode provocar acidose láctica como efeito secundário, devido à gravidade deste quadro, recomenda- se que sejam rigorosamente seguidas as indicações para seu uso. No caso de ocorrer sintomas que precedem a acidose láctica, tais como: náuseas, vômito, hiperventilação, mal-estar ou dor abdominal, deve-se imediatamente interromper o tratamento e avisar o médico. Idosos (acima de 65 anos) requerem acompanhamento médico. - Interações medicamentosas: cimetidina: pode ocorrer redução do clearance da Metformina. Anticoagulantes cumarínicos: aumento da excreção dos anticoagulantes. Álcool, barbitúricos, salicilatos e fenotiazinas potencializam o risco de acidose láctica quando utilizados concomitantemente com a Metformina. Drogas com efeitos hiperglicemiantes (corticosteróides, tiazídicos, anovulatórios, etc.) podem modificar a evolução do diabetes e requerer ajuste da dosagem ou associações com outros agentes hipoglicemiantes (sulfoniluréias ou insulina). A Metformina dificulta a absorção de muitos fármacos, incluindo a vitamina B12.

Reações adversas - METFORMINA

as reações adversas mais comuns com o uso da Metformina são as perturbações do trato gastrintestinal como náusea, vômito, diarréia e desconforto abdominal, além de mal- estar e hiperventilação. Esses efeitos ocorrem em aproximadamente 10 a 30% dos pacientes e raramente perduram apenas nos primeiros dias do tratamento. Isto pode ser evitado ou minimizado iniciando-se o tratamento com uma dosagem mais baixa e ingerindo a droga durante ou após às refeições. Caso ocorram estes sintomas descritos, que precedem a acidose láctica, interromper o tratamento e avisar o médico. A acidose láctica, às vezes fatal, foi associada ao tratamento com a Metformina, porém, quase todos os casos relatados envolviam pacientes com contra-indicação ao tratamento ou com ingestão de doses excessivamente altas. Anorexia (perda de peso), muitas vezes usadas como justificativa para associá-la com a insulina. Ocasionalmente podem ocorrer reações cutâneas e gosto metálico.

Contra-Indicações - METFORMINA

hipersensibilidade às biguanidas ou a outros componentes da fórmula; gravidez; diabetes insulinodependente; insuficiência renal; orgânica ou funcional; mesmo moderada; insuficiência hepática; acidose láctica; alcoolismo agudo ou crônico; qualquer situação médica aguda, tais como, colapso cardiovascular; insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio, cirurgia ou septicemia; estados doentios que podem estar associados com hipoxemia; complicações agudas (vômitos ou diarréia) que provavelmente resultam em desidratação e azotemia pré- renal. Além desta, outras condições que predispõem à acidose láctica.

Indicações - METFORMINA

adjuvante da dieta do controle de diabetes insulinoindependente (tipo II) quando o regime alimentar sozinho não permite a normalização do peso e/ou glicemia. É também indicado para complementar a insulinoterapia em diabetes insulinorresistentes.

Apresentação - METFORMINA

caixa com 30 comprimidos.


METFORMINA - Laboratório

NEO QUIMICA
Rua VPR 1, Quadra 2-A, Mód. 4
Anápolis/GO - CEP: 75133600
Tel: (62 )316-1055
Fax: (62 )316-1022

Receba por e-mail