segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Tudo sobre obesidade





Um dos malefícios mais incidentes na população moderna é a obesidade. A cada dia que passa, as pessoas estão ganhando mais peso e se importando menos com um mau tido com estético, mas que em muitos dos casos, pode trazer doenças até fatais.
Mas como é classificada a obesidade? Para responder essa pergunta, o Proporção de Vida foi a internet e achou textos muito oportunos.

Obesidade também é conhecida como pimelose (tecnicamente, do grego pimelē = gordura e ose = processo mórbido) é uma doença crônica multifatorial, na qual a reserva natural de gordura aumenta até o ponto em que passa a estar associada a certos problemas de saúde ou ao aumento da taxa de mortalidade. É resultado do balanço energético positivo, ou seja, a ingestão alimentar é superior ao gasto energético.

Dentre as doenças mais comuns que se originam a partir da obesidade estão:  doença cardiovascular, diabetes mellitus tipo 2, apnéia do sono e osteoartrite.

Acesse a fã page do Proporção de Vida, curta e saiba dessa e de muitas outras informações.

Segundo o IBGE, em pesquisa feita em 2008 e 2009, no Brasil a obesidade atinge 12,4% dos homens e 16,9% das mulheres com mais de 20 anos, 4,0% dos homens e 5,9% das mulheres entre 10 e 19 anos e 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas entre 5 a 9 anos.

E o pior de tudo é que os índices só vêm crescendo com os anos.

Classificação

A obesidade pode ser definida por termos relativamente absolutos.

O que é IMC?

O Índice de Massa Corporal é um método de medir a gordura corporal. A descoberta foi feita na Belgica e consiste na seguinte conta.
Divida os Kg que você pesa pelo quadrado da sua altura.

Equação: IMC = kg / m2
Onde kg é o peso do indivíduo em quilogramas e m é sua altura em metros.
O resultado será avaliado de acordo com as taxas abaixo.
IMC       Classificação
< 18.5    Abaixo do Peso
18.5–24.9            Peso normal
25.0–29.9            Sobrepeso
30.0–34.9            Obesidade grau I
35.0–39.9            Obesidade grau II
≥ 40.0                 Obesidade grau III 
Como age o organismo de um obeso.

As células que compõem os tecidos de gordura são chamadas de adiposas. Quanto mais uma pessoa come, mais celular desse tipo ela formará. Essas células vão enchendo de gordura aos poucos e em uma expressão popular, arrebentam quando chegam ao seu limite máximo, formando muitos outras celular similares, que por sua vez vão arrebentar e criam um ciclo. O pior de tudo é que quando essas células surgem o indivíduo ficará com elas o resto da vida, visto que ela não é eliminada pelo organismo. Por isso muitos médicos dizem que PE preciso controlar a balança e evitar engordas sucessivas. Quanto menos você engordar, mais chances terá de reverter o processo.

Impacto na saúde

Enquanto a obesidade tem diversas implicações para a saúde, o sobrepeso não está associado a um aumento na taxa de mortalidade ou morbidade.

Genética

A obesidade é uma mistura de genética e fatores externos. Várias pesquisas já foram desenvolvidas nesse sentido não nenhuma chegou a uma conclusão arrebatadora. Cerca de 5% dos casos de obesidade no mundo podem estar ligados a genética. O restante é oriundo da má alimentação. Esse sim, podem ser apontado como o principal vilão da balança, aliado a não execução de nenhum exercício.

E o tratamento contra obesidade, pode-se dizer que é o mesmo no mundo todo. A realização de uma dieta balanceada co variação de alimentos, acrescidos por exercícios físicos regulares. Embora simplória e prática, a equação não se resolve tão facilmente. É preciso ser instruído pelo profissional correto e ter força de vontade para alcançar os seus objetivos. Este post serve apenas como informação. Qualquer  atitude deve ser tomada após indicação de uma médico qualificado. Procure um especialista e deixe a obesidade de lado.

Receba por e-mail